Coalizão prevê queda iminente do Estado Islâmico em Mossul

Washington, 6 Jul 2017 (AFP) - O grupo Estado Islâmico está à beira da derrota em Mossul, seu antigo bastião no Iraque, de onde os jihadistas devem ser completamente expulsos na próxima semana, declarou nesta quinta-feira o general canadense Dave Anderson.

O general, que supervisiona o treinamento das forças locais para a coalizão liderada pelos Estados Unidos, disse que as tropas iraquianas empurraram o EI para uma última e pequena posição na Cidade Velha de Mossul, próxima ao rio Tigre.

"As forças iraquianas estão à vista do rio Tigre a partir do oeste e enfrentam um inimigo que está nas últimas", disse Anderson para jornalistas em Bagdá.

Sobre o número de combatentes do EI que permanecem em Mossul, o general disse não saber exatamente, mas garantiu que "sem dúvida" não haverá nenhum na próxima semana.

Anderson revelou que a coalizão começou a entregar ajuda à polícia iraquiana para aumentar sua presença em Mossul e manter a cidade após sua libertação.

A ajuda inclui tudo o que uma unidade policial necessita para patrulhar uma área, incluindo tanques para água, computadores e telefones.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos