PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Venezuelanos e equatorianos são principais estrangeiros nas fileiras da Farc

06/07/2017 18h34

Bogotá, 6 Jul 2017 (AFP) - Venezuelanos, equatorianos e brasileiros são os estrangeiros com maior presença nas fileiras da guerrilha Farc na Colômbia, que terminou seu desarmamento e se prepara para se reincorporar à vida civil, segundo um censo divulgado nesta quinta-feira.

Na principal e mais antiga guerrilha do continente, há pelo menos 54 venezuelanos, 16 equatorianos e oito brasileiros, de acordo com o informe da Universidade Nacional da Colômbia e da Agência para a Reincorporação e Normalização (ABR).

Há também dois chilenos, um argentino, um holandês, um francês, um panamenho e um dominicano, acrescentou.

O censo socioeconômico foi realizado em todo o país com os 10.015 integrantes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), que em novembro passado firmou um acordo com o governo para superar os 50 anos de conflito armado.

Do total, 55% eram combatentes, 29% milicianos e colaboradores e 16% presos da organização rebelde. Os homens eram a maioria, 77% do grupo.

Internacional