SPD alemão aprova princípio de coalizão com Merkel

Bonn, 21 Jan 2018 (AFP) - O Partido Social-Democrata (SPD) alemão aprovou neste domingo (21), por uma estreita maioria, o início das negociações formais com os conservadores da chanceler Angela Merkel para formar um governo comum.

Por 362 votos a favor sobre um total de 642, os delegados do partido reunidos em Bonn aprovaram a abertura destas conversas que devem acabar com o estancamento político que priva a Alemanha de um governo desde as legislativas de setembro.

E o SPD, que não teve um bom resultados nas legislativas (20,50% dos votos) e cai nas pesquisas desde então, já havia se mostrado profundamente dividido diante da perspectiva de prorrogar a grande coalizão em fim de mandato com Merkel.

O líder do Partido Social-Democrata, Martin Schulz, e a maioria dos outros dirigentes haviam defendido que se tratava de evitar na Alemanha uma crise governamental prolongada e uma danosa paralisação na União Europeia (UE), justamente no período em que vão negociar reformas-chave em matéria econômica, orçamentária e migratória.

No entanto, boa parte da militância social-democrata considerava que a formação precisa da oposição e de uma guinada à esquerda para sobreviver.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos