PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Moscou acusa Londres de incitar aliados contra a Rússia

23/03/2018 06h50

Moscou, 23 Mar 2018 (AFP) - O chefe da diplomacia da Rússia, Serguei Lavrov, acusou nesta sexta-feira o Reino Unido de incitar seus aliados a enfrentar Moscou, depois que a União Europeia (UE) decidiu convocar para consultas seu embaixador na Rússia pelo caso do ex-espião russo envenenado na Inglaterra.

"As autoridades britânicas tentam freneticamente obrigar seus aliados a tomar medidas que buscam o confronto com Moscou", afirmou Lavrov, que está em Hanói e foi citado pela agência Ria Novosti.

A crise foi provocada pelo envenenamento do ex-espião russo Serguei Skripal no Reino Unido, uma ação atribuída por Londres ao governo russo.

O porta-voz do Kremlim, Dmitri Peskov lamentou a decisão da UE de convocar para consultas o embaixador em Moscou.

"Lamentamos que tais decisões sejam adotadas usando a expressão 'muito provavelmente'", declarou Peskov à imprensa.

Ele fazia referência ao apoio da UE a Londres depois de acusar Mocou de "muito provavelmente" estar por trás do envenenamento.

"A Rússia não tem nada a ver com o caso Skripal", insistiu Peskov.

A Rússia, que alega inocência no caso, acusa Londres de "não querer ouvir as respostas" de Moscou e ordenou como represália a expulsão de diplomatas britânicos, depois que o Reino Unido expulsou 23 diplomatas russos.

mp/nm/ra-gm/me/pb/fp

Internacional