PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Trump diz que conversou com Erdogan sobre retirada 'extremamente coordenada' da Síria

23/12/2018 16h29

Washington, 23 dez 2018 (AFP) - O presidente americano, Donald Trump, disse neste domingo que conversou sobre a Síria e "a retirada lenta e extremamente coordenada das tropas americanas daquela região" em conversa telefônica com o colega turco, Recep Erdogan.

Trump tuitou que os dois líderes tiveram "um telefonema longo e produtivo", em que também falaram sobre o grupo Estado Islâmico (EI) e comércio.

O presidente americano surpreendeu seus aliados na semana passada, quando anunciou um plano para retirar os 2 mil efetivos de seu país da Síria, onde os mesmos coordenaram uma luta de vários países contra o EI. A iniciativa foi elogiada pela Turquia, e veio depois de um telefonema anterior entre Trump e Erdogan, que pressionou pela retirada americana.

A saída dos Estados Unidos permitiria às tropas turcas agir contra o combatentes curdos na Síria, considerados terroristas por Ancara, mas que apoiaram firmemente os esforços de Washington naquele local.

Uma retirada americana "abrirá caminho para que a Turquia inicie operações contra os curdos, e iniciará uma guerra sangrenta", prevê o analista de assuntos curdos Mutlu Civiroglu.

A decisão repentina de Trump provocou uma reviravolta no governo americano e levou à renúncia do secretário de Defesa, Jim Mattis, bem como a do enviado especial dos Estados Unidos à coalizão contra o EI, Brett McGurk.

bbk/mdo/gv/rbv/lb

Internacional