PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Manifestantes entram em confronto com polícia, após morte de jornalista na Tunísia

Policiais tunisianos durante protesto nas ruas de Kaserine - Mohamed Ben Salah/AP
Policiais tunisianos durante protesto nas ruas de Kaserine Imagem: Mohamed Ben Salah/AP

25/12/2018 12h14

Tunes, 25 dez 2018 (AFP) - Vários confrontos foram registrados na segunda-feira à noite entre a polícia e os manifestantes em Kaserine (Tunísia) depois que um jornalista ateou fogo ao corpo para denunciar as difíceis condições de vida nesta região do centro-leste do país.

Dezenas de manifestantes queimaram pneus e bloquearam a rua principal do centro de Kaserine, que fica a 270 km da capital. A polícia respondeu com gás lacrimogêneo.

Seis membros das forças de segurança ficaram feridos e nove pessoas foram detidas, informou o ministério do Interior.

O jornalista Abdel Razzaq Zorgui, 32 anos, faleceu na segunda-feira depois de atear fogo ao corpo em um protesto contra a difícil situação econômica na região.

"Para os filhos de Kaserine que não têm meios de subsistência, hoje vou iniciar uma revolução, vou me imolar com fogo", afirmou o jornalista em um vídeo.

Internacional