PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Irã não tem a intenção de aumentar alcance de seus mísseis

29/01/2019 14h15

Teerã, 29 Jan 2019 (AFP) - O Irã não tem a vontade de aumentar o alcance de seus mísseis, disse nesta terça-feira uma autoridade do país que está sob pressão ocidental por seus programas de desenvolvimento balístico.

"No plano científico ou operacional, nada impede que o Irã aumente o alcance de seus mísseis", disse o almirante Ali Shamkhani, secretário do Conselho Supremo de Segurança Nacional, em uma conferência em Teerã, segundo a Irna.

"No entanto, ao mesmo tempo que se esforça para melhorar constantemente a sua precisão, com base em sua doutrina de defesa, [o Irã] não tem a vontade de aumentar o alcance de [seus] mísseis", acrescentou.

De acordo com um relatório publicado em 2017 pelo Instituto Internacional de Estudos Estratégicos (IISS) em Londres, o Irã desenvolve uma dúzia de tipos de mísseis com um alcance de entre 200 e 2.000 km, capazes de transportar cargas de 450 a 1200 kg.

Em meados de janeiro, após o fracasso de uma tentativa iraniana de colocar um satélite em órbita, o secretário de Estado americano Mike Pompeo acusou Teerã de "provocação" e de tentar melhorar o seu potencial balístico "ameaçar a Europa e Oriente Médio".

O Irã responde que não tem a intenção de ir à guerra contra seus vizinhos e repete que seu programa de mísseis, cujo alcance oficial é de 2.000 km, é uma questão de segurança nacional e tem apenas um papel defensivo.

Adotada em 2015, a resolução 2231 do Conselho de Segurança da ONU exige que o Irã "não realize nenhuma atividade relacionada a mísseis balísticos destinados ao transporte de carga nuclear".

neg-mj/tp/al/age/mr

Internacional