Topo

Rússia retira seus 'técnicos' militares da Venezuela

26/06/2019 18h29

Moscou, 26 Jun 2019 (AFP) - A Rússia retirou, nesta quarta (26), os "técnicos" militares que estavam na Venezuela há três meses, após concluir suas tarefas de manutenção de equipamentos e de formação de pessoal nesse país, informou a embaixada russa em Caracas.

Por meio de um comunicado em espanhol emitido em Moscou, a embaixada anunciou a saída de Caracas com destino a Moscou do "avião 'Il-62', que leva os técnicos russos que passaram os últimos três meses na Venezuela, no âmbito da assistência técnica que a Rússia" fornece ao país sul-americano.

"É preciso ressaltar que não se trata de presença militar russa, mas do cumprimento dos contratos de serviço que não implica elementos de desestabilização da situação", acrescentou o texto.

A presença desse pessoal russo na Venezuela foi denunciada por Washington e implicou um cruzamento de declarações com Moscou e Caracas.

"A Rússia forneceu à Venezuela vários equipamentos sofisticados que requerem respectiva manutenção. Além disso, os especialistas russos efetuavam capacitação do pessoal venezuelano", disse o comunicado oficial.

"Eram trabalhos sumamente rotineiros e continuarão segundo o cronograma anteriormente acordado entre ambas as Partes", advertiu o texto.

as-jz/db

Mais Internacional