Topo

Sob Trump, Pentágono acumula três chefes interinos em sete meses

18.abr.2019 - O presidente dos EUA, Donald Trump, reage enquanto fala no evento Soldado Ride, do Wounded Warrior Project, após a divulgação do relatório do Conselheiro Especial, Robert Mueller - Carlos Barria/Reuters
18.abr.2019 - O presidente dos EUA, Donald Trump, reage enquanto fala no evento Soldado Ride, do Wounded Warrior Project, após a divulgação do relatório do Conselheiro Especial, Robert Mueller Imagem: Carlos Barria/Reuters

15/07/2019 18h52

O governo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, nomeou nesta segunda-feira seu terceiro secretário de Defesa interino em sete meses, ressaltando a falta de uma liderança permanente existente no Pentágono desde que James Mattis renunciou ao cargo.

Devido às complexas regras burocráticas, Mark Esper, que foi secretário de Defesa interinamente nas últimas quatro semanas, foi obrigado a renunciar quando Trump apresentou sua nomeação formal ao Congresso para que assumisse a titularidade da pasta.

Enquanto sua nomeação é avaliada pelo Senado, Esper retomará a seu antigo cargo como secretário do Exército, e o atual secretário da Marinha, Richard Spencer, assumirá o papel de secretário de Defesa interino.

Espera-se que Esper, de 55 anos, seja ratificado facilmente pelo Comitê de Serviços Armados do Senado, que realizará uma audiência sobre sua nomeação nesta terça-feira.

O plenário do Senado deverá confirmar a nomeação em uma votação que poderá acontecer antes do fim do mês.

Jim Mattis renunciou em dezembro por divergências com Trump sobre a política em relação ao Oriente Médio e ao Afeganistão.

O Departamento de Defesa nunca esteve tanto tempo sem um titular.

Mais Internacional