Topo

Irã adverte EUA contra interceptação de petroleiro que deixou Gibraltar

6.jul.2019 - Petroleiro Grace 1 na costa de Gibraltar - Jorge Guerreiro/AFP
6.jul.2019 - Petroleiro Grace 1 na costa de Gibraltar Imagem: Jorge Guerreiro/AFP

19/08/2019 06h01

O Irã advertiu hoje o governo dos Estados Unidos contra a captura de um petroleiro iraniano que zarpou no domingo de Gibraltar, onde estava retido desde 4 de julho.

"O Irã enviou as advertências necessárias às autoridades americanas pelos canais oficiais para que não cometam erro semelhante, que teria graves consequências", afirmou o porta-voz do ministério das Relações Exteriores, Abbas Musavi.

O petroleiro, retido desde 4 de julho em Gibraltar, levantou âncora no domingo à noite e navegava rumo ao sul, de acordo com site de monitoramento Marine Traffic. As autoridades de Gibraltar não confirmaram a partida e o destino, assim como a carga, não foi revelado.

Gibraltar havia ordenado a detenção do navio, suspeito de transportar petróleo para a Síria, o que violaria as sanções europeias contra o país em guerra. O petroleiro foi autorizado a deixar o território britânico após uma garantia de que a carga não seria entregue à Síria.

O antigo "Grace 1", de bandeira panamenha, foi rebatizado como "Adrian Darya", desta vez com pavilhão iraniano.

A retenção do petroleiro por Gibraltar e a Marinha britânica provocou uma crise diplomática entre Teerã e Londres. O Irã respondeu com a interceptação de três petroleiros, incluindo um de bandeira britânica, em 19 de julho, mas negou uma medida de represália.

Mais Internacional