PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Morte de George Floyd foi homicídio por compressão do pescoço, diz necropsia

29.mai.2020 - Manifestantes exibem cartazes contra o racismo em Nova York após a morte do segurança negro George Floyd em uma abordagem policial - Justin lane/Efe
29.mai.2020 - Manifestantes exibem cartazes contra o racismo em Nova York após a morte do segurança negro George Floyd em uma abordagem policial Imagem: Justin lane/Efe

01/06/2020 20h12Atualizada em 01/06/2020 20h46

Os resultados completos da necropsia realizada pelas autoridades sanitárias no corpo de George Floyd revelaram hoje que ele morreu por "homicídio" devido à "compressão do pescoço", quando um policial o imobilizou, segundo um comunicado do condado de Hennepin.

De acordo com o informe, os resultados também mostraram que a vítima tinha consumido fentanil, um opioide usado como analgésico.

Outros detalhes sobre as condições de saúde de Floyd indicam que tinham uma "doença cardíaca aterosclerótica e hipertensiva; intoxicação por fentanil; uso recente de metanfetamina".

A morte deste homem de 46 anos há uma semana, em Mineápolis, causou comoção nos Estados Unidos e provocou uma onda de protestos que não se via há décadas contra a violência policial e o racismo.

O comunicado esclareceu, no entanto, que "a forma da morte não é uma determinação legal de culpa ou intenção".

Além disso, enfatizou que segundo a lei estadual de Minnesota, a unidade de medicina legal "é um escritório neutro e independente e diferente de qualquer autoridade fiscal ou agência de aplicação da lei".

Internacional