PUBLICIDADE
Topo

Eleições Americanas

Trump e Biden, os contrastes das duas famílias que podem habitar a Casa Branca

O republicano Donald Trump e o democrata Joe Biden, adversários nas eleições presidenciais de 2020 - Morry Gash e Jim Watson/AFP
O republicano Donald Trump e o democrata Joe Biden, adversários nas eleições presidenciais de 2020 Imagem: Morry Gash e Jim Watson/AFP

30/10/2020 09h46

Washington, 30 Out 2020 (AFP) - O presidente Donald Trump e seu rival democrata Joe Biden têm em comum a faixa etária, ambos acima de 70 anos, mas a comparação acaba neste ponto e suas famílias também apresentam dois estilos completamente diferentes.

A seguir um resumo de clãs que podem ocupar a Casa Branca pelos próximos quatro anos após as eleições de terça-feira (3).

A família Trump

Os três filhos do primeiro casamento de Trump com Ivana Zelnickova são parte integral de sua vida política e de seus negócios.

O mais velho, Donald Trump Jr, é um pilar de sua campanha, muito popular com a base mais leal e com os doadores.

É um orador confiante e dispara com precisão contra aqueles que considera inimigos de seu pai: a imprensa, a esquerda e o "Estado profundo", ou seja, os funcionários que supostamente tentam frustrar os planos do presidente.

Don Jr., 42 anos, e um entusiasta da caça e com frequência usa barba e veste camisa xadrez, em uma tentativa de projetar a imagem de homem comum, apesar de ser o filho mais velho do presidente.

No Twitter ele é ainda mais combativo que o pai e muitos especulam que alimenta ambições presidenciais.

Ele tem cinco filhos com a ex-esposa Vanessa Haydon Trump e agora está comprometido com Kimberley Guilfoyle, uma ex-apresentadora do canal Fox News que também é uma ferrenha defensora do presidente.

Sua irmã Ivanka, de 38 anos, tem o título oficial de "conselheira do presidente" e é uma integrante fundamental do núcleo duro da Casa Branca.

As acusações de nepotismo aumentaram depois que sentou ao lado de Trump em reuniões com governantes estrangeiros e posou em fotos oficiais do G20 com outros líderes mundiais.

Trump disse em 2018 que pensou em nomear a filha como embaixadora na ONU. Também afirmou que a perguntou se desejava presidir o Banco Mundial, mas que ela declinou da oferta.

Seu marido, Jared Kushner, é outro assessor próximo de Trump, com responsabilidades tão amplas como a gestão da crise de covid-19 ou o plano para o Oriente Médio. O casal tem três filhos.

Don Jr. e seu irmão mais novo Eric, de 36 anos, são responsáveis por comandar os negócios do império Trump, enquanto o patriarca e Ivanka trabalham em Washington.

Tiffany é a filha do segundo casamento de Trump, com a modelo Marla Maples, que durou seis anos.

Aos 27 anos, Tiffany mantém um perfil discreto, mas discursou na Convenção do Partido Republicano.

Barron, um adolescente de 14 anos, que mora na Casa Branca, é filho do terceiro casamento do presidente, com Melania Trump, a primeira-dama.

A família Biden

A vida de Joe Biden foi marcada por duas grandes tragédias, quando sua primeira esposa e a filha mais nova do casal morreram em um acidente de carro em 1972 e quando seu filho Beau faleceu, vítima de câncer, aos 46 anos em 2015.

Biden se casou com Neilia Hunter em 1966, quando era estudante de Direito e ela era professora.

Um dia, Neilia seguiu de carro com os três filhos para comprar uma árvore de Natal, mas o veículo foi atingido por um trator.

Neilia e a bebê Naomi morreram e os dois meninos, Beau e Hunter, ficaram gravemente feridos.

Joe Biden estava prestes a tomar posse como senador e conseguiu criar os filhos com a ajuda da irmã Valerie. Durante anos ele viajou de trem de Delaware a Washington, todos os dias, para trabalhar.

Ele fala com frequência de sua relação com os filhos e como isso o ajudou a superar o luto à medida que construía sua carreira. Em 1977 se casou com a segunda esposa, Jill, com a qual permanece até hoje.

Beau era considerado o herdeiro político de Biden, com quem compartilhava a vocação e também as habilidades sociais. Ele serviu no Iraque e depois foi eleito procurador-geral de Delaware.

Mas Beau, que tinha dois filhos, morreu vítima de um tumor cerebral em 2015, menos de dois anos depois do primeiro diagnóstico. Isto impediu qualquer desejo de Biden de disputar a presidência em 2016.

Seu outro filho, Hunter, tem problemas com álcool e drogas e foi afastado da reserva da Marinha em 2014, depois de um teste positivo em um exame para detectar cocaína.

Por este motivo, ele se tornou um foco dos ataques de Trump durante a campanha.

Entre 2014 e 2019, uma parte do período em que seu pai foi vice-presidente de Barack Obama, Hunter integrou a diretoria da Burisma, uma empresa ucraniana de gás.

Trump acusou Biden de tentar destituir um importante procurador na Ucrânia para proteger o filho de uma investigação por corrupção.

Hunter, 50 anos, admitiu que teve "pouco critério" em seus negócios, mas negou qualquer delito.

Agora vive em Los Angeles e tem três filhos com ex-mulher Kathleen.

Ele tem outros dois filhos, um com a segunda esposa, Melissa Cohen, com quem se casou apenas seis dias depois de conhecê-la.

A segunda mulher de Biden, Jill, de 69 anos, é uma professora que teve um papel importante na campanha. O casal tem uma filha, Ashley, de 39 anos.

Eleições Americanas