PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
2 meses

Chuvas de monção na Índia deixam ao menos 76 mortos e dezenas de desaparecidos

Equipes de resgate procuram sobreviventes  no local do deslizamento de terra na vila de Taliye perto de Mahad após fortes chuvas de monção - AFP/National Disaster Response Force
Equipes de resgate procuram sobreviventes no local do deslizamento de terra na vila de Taliye perto de Mahad após fortes chuvas de monção Imagem: AFP/National Disaster Response Force

Em Mumbai

24/07/2021 07h45

As equipes de emergência procuravam hoje entre a lama e os escombros possíveis sobreviventes dos deslizamentos de terra e das inundações que deixaram pelo menos 76 mortos na região oeste da Índia, afetada por chuvas de monção.

Mais da metade das mortes acontece em Raigad, ao sul de Mumbai, no estado de Maharashtra.

"Quarenta e três pessoas morreram em três deslizamentos de terra no distrito. As operações de resgate continuam", declarou à AFP Sagar Pathak, secretário para gestão de desastres de Raigad.

Duas pessoas morreram em deslizamentos no distrito de Satara, afirmou à AFP Anirudha Ashtaputre, porta-voz do governo do estado, e 15 estão desaparecidas.

Ao menos 59 pessoas estão desaparecidas, informou o governo de Maharashtra. As chuvas provocaram inundações, desabamentos e deslizamentos de terra.

A Marinha e a Aeronáutica atuaram para ajudar milhares de pessoas afetadas pelas inundações. Mas os deslizamentos bloquearam diversas estradas, sobretudo a que liga Mumbai e Goa, o que complica as operações de resgate.

Mais de 24 horas de chuvas intensas ininterruptas provocaram a cheia do rio Vashishti. Bairros da cidade de Chiplun, a 250 km de Mumbai, ficaram alagados sob 3,5 metros de água.

O chefe de Governo de Maharashtra, Uddhav Thackeray, afirmou que os serviços de emergência enfrentam dificuldades para chegar aos bairros isolados de Chiplun devido ao estado das rodovias e das pontes afetadas pelas inundações.

A Marinha mobilizou sete equipes de resgate equipadas com botes infláveis, coletes salva-vidas e boias, além de um helicóptero para resgatar pessoas bloqueadas.

O departamento meteorológico indiano colocou várias regiões do estado em alerta vermelho e informou que as chuvas devem prosseguir nos próximos dias.

Para piorar a situação, os efeitos das chuvas torrenciais de monção foram agravados pelas fortes marés e o transbordamento de várias barragens devido ao acúmulo dos depósitos, informou o governo de Maharashtra.

As inundações e os deslizamentos são frequentes na Índia durante a temporada de monção, que vai de junho a setembro.

As autoridades anunciaram na sexta-feira as mortes de quatro pessoas durante a noite no desabamento de um imóvel em um bairro pobre de Mumbai. Há menos de uma semana, 34 pessoas faleceram esmagadas no desabamento de um muro durante uma tempestade.

As chuvas também provocaram inundações em um centro de tratamento de água, interrompendo a distribuição na "maioria dos distritos de Mumbai", informaram as autoridades da cidade de 20 milhões de habitantes.

A mudança climática intensifica os fenômenos de monção na Índia, segundo um estudo divulgado pelo Instituto de Pesquisa sobre o Impacto Climático de Potsdam (PIK).

O informe alerta para possíveis consequências na alimentação, agricultura e economia em um país que abriga 20% da população mundial.

Internacional