PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
15 dias

Alemanha é contra discurso do Talibã na ONU, diz ministro

"Agendar um show nas Nações Unidas não serviria para nada", disse Maas - Michele Tantussi/Pool/Reuters
"Agendar um show nas Nações Unidas não serviria para nada", disse Maas Imagem: Michele Tantussi/Pool/Reuters

Nações Unidas (EUA)

22/09/2021 13h03

A Alemanha expressou oposição ao pedido do Talibã de discursar na ONU, ao afirmar que um "show" dos novos governantes do Afeganistão não serviria para nada.

"Agendar um show nas Nações Unidas não serviria para nada", disse o ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Heiko Maas.

"O importante são as ações concretas e não apenas palavras, inclusive sobre direitos humanos e, em particular, os direitos das mulheres e sobre um governo inclusivo e o distanciamento de grupos terroristas", completou.

Mass disse que é importante estabelecer uma comunicação com o Talibã, mas que "a Assembleia Geral das Nações Unidas não é o local apropriado para isto".

O governo designado pelo Talibã após sua chegada ao poder em agosto em Cabul solicitou formalmente à ONU o direito de discursar em nome do Emirado Islâmico do Afeganistão, o novo nome do país, na Assembleia Geral que terminará na próxima segunda-feira.

Mas o embaixador do governo deposto, ainda credenciado na organização multilateral, também deseja representar seu país. É pouco provável que a ONU acabe com a disputa antes do fim dos debates e permita que os talibãs tomem a palavra, segundo várias fontes.

A maioria dos países não reconheceu o governo Talibã.

Internacional