PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
3 meses

ONU preocupada com mobilização 'maciça' de tropas em vários estados de Mianmar

ONU preocupada com mobilização maciça de tropas em vários estados de Mianmar, país asiático imerso no caos desde que o Exército derrubou o governo civil de Aung San Suu Kyi em fevereiro - Denis Balibouse/Reuters
ONU preocupada com mobilização maciça de tropas em vários estados de Mianmar, país asiático imerso no caos desde que o Exército derrubou o governo civil de Aung San Suu Kyi em fevereiro Imagem: Denis Balibouse/Reuters

08/10/2021 10h03Atualizada em 08/10/2021 10h54

A ONU expressou, nesta sexta-feira (8), sua preocupação com a mobilização "maciça" de tropas e armas pesadas em vários estados de Mianmar, o que gera medo na população civil, privada de acesso à internet.

O Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos destacou o envio de oficiais superiores para essas áreas.

"Isso representa uma escalada da situação", alertou Ravina Shamdasani, porta-voz do Escritório do Alto Comissariado, durante uma reunião regular informativa da ONU em Genebra.

Essas mobilizações de tropas ocorreram "nas últimas semanas" em Kanpetlet e Hakha no estado de Chin, em Kani e Monywa na região de Sagaing e em Gangaw no estado de Magwe.

"Estamos particularmente preocupados com esses acontecimentos, especialmente pela intensificação dos ataques militares que estamos observando nessas regiões, incluindo assassinatos, invasões em aldeias e incêndios de casas", aparentemente para erradicar a resistência armada ou para castigar as cidades suspeitas de apoiá-la, destacou Shamdasani.

Ele afirmou que o Exército usou bombardeios aéreos e artilharia. Também fez referência à informação recebida sobre "detenções em massa, uso da tortura e execuções sumárias".

Os cortes de internet - que a junta no poder atribui à sabotagem das antenas repetidoras por parte dos opositores - impedem "milhões de pessoas de se comunicarem e terem acesso a informações essenciais", destacam as Nações Unidas.

O país do sudeste asiático está imerso no caos desde que o Exército derrubou o governo civil de Aung San Suu Kyi em fevereiro, desencadeando gigantes manifestações a favor da democracia, reprimidas com violência.

Internacional