PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Rússia diz que prendeu espiões ucranianos; um deles preparava 'ataque'

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, em cerimônia virtual de inauguração de centros médicos - Alexei Druzhinin/TASS via Getty Images
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, em cerimônia virtual de inauguração de centros médicos Imagem: Alexei Druzhinin/TASS via Getty Images

02/12/2021 07h09

Os serviços de segurança russos (FSB) informaram nesta quinta-feira a detenção de três espiões ucranianos e que um deles preparava um "ataque" com explosivos, em um momento de crescente tensão entre os dois países.

A agência de inteligência não afirmou onde ou quando os supostos espiões foram detidos, mas afirmou em em um comunicado que dois deles chegaram à Rússia para "coletar informações e fazer fotos e vídeos de empresas estratégicas e infraestrutura de transporte".

"No veículo que utilizavam foram encontradas uma arma de curto alcance e uma arma automática, além de equipamentos de proteção", afirmou a unidade de inteligência russa, acrescentando que os dois homens confessaram que foram "recrutados" pelos serviços ucranianos, em troca do pagamento de 10.000 dólares.

Um terceiro ucraniano, que segundo as autoridades russas planejava um ataque, "foi recrutado e seguia instruções" da inteligência de em Kiev, indicou o FSB.

Internacional