PUBLICIDADE
Topo

Guerra da Rússia-Ucrânia

Notícias do conflito entre Rússia e Ucrânia


Conteúdo publicado há
1 mês

Mais de 260 combatentes ucranianos são retirados de Azovstal

Mapa Rússia invade a Ucrânia - 26.02.2022 - Arte UOL - Arte UOL
Imagem: Arte UOL

16/05/2022 20h04

Kiev, Ucrânia, 16 Mai 2022 (AFP) - Mais de 260 combatentes ucranianos, entre eles 53 feridos, foram retirados nesta segunda-feira (16) do complexo siderúrgico de Azovstal, último bastião de resistência à Rússia em Mariupol, anunciou a vice-ministra ucraniana da Defesa, Hanna Malyar.

"Em 16 de maio, 53 feridos graves foram evacuados de Azovstal para Novoazovsk para receber assistência médica, e outros 211 foram levados para Olenivka por meio de um corredor humanitario", declarou a vice-ministra em um vídeo.

As duas localidades ficam em território controlado por forças russas e pró-Rússia no leste da Ucrânia, mas Hanna informou que eles serão repatriados "no âmbito de um processo de troca".

O presidente ucraniano, Volodimir Zelenski, declarou em mensagem de vídeo: "Quero enfatizar que a Ucrânia precisa de seus heróis vivos. Este é o nosso princípio."

O estado-maior da Ucrânia destacou que os soldados em Mariupol "realizaram sua tarefa de combate" e o objetivo agora é "salvar a vida desse pessoal".

Ao reter a unidade de Azovstal, as forças ucranianas "impediram que os russos capturassem rapidamente a cidade de Zaporizhia", indicou o estado-maior em comunicado publicado no Facebook. "Os defensores de Mariupol são os heróis do nosso tempo. Ficarão para sempre na História", acrescentou.

A siderúrgica de Azovstal tornou-se um símbolo de resistência, com centenas de soldados combatendo no local, mesmo depois que o restante da cidade caiu nas mãos das forças russas.

16.mai.2022 - A primeira-ministra da Suécia, Magdalena Andersson, em pronunciamento à imprensa em Estocolmo, anunciou que o país solicitará a adesão à Otan. "O governo decidiu informar à Otan que a Suécia quer se tornar um membro da aliança. O embaixador da Suécia na Otan em breve informará a Otan", disse Andersson