PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Por escassez nos EUA, Nestlé enviará leite para bebês por avião da Suíça e Holanda

Centro de inovação e tecnologia da Nestlé - Reprodução
Centro de inovação e tecnologia da Nestlé Imagem: Reprodução

Da AFP

17/05/2022 18h52Atualizada em 17/05/2022 19h40

A Nestlé realizará suas exportações de fórmulas para bebês aos Estados Unidos por avião de Suíça e Holanda para suprir a escassez do produto no país, informou nesta terça-feira (17) a companhia.

Os envios envolvem especificamente duas marcas de leite hipoalergênica, já que a escassez é uma fonte adicional de estresse para os pais de crianças com intolerância às proteínas do leite de vaca.

"Demos prioridade a esses produtos porque respondem a necessidades médicas críticas", indicou uma porta-voz do grupo à AFP, confirmando uma informação difundida pela imprensa.

As duas marcas, Gerber Good Start Extensive HA e Alfamino, são importadas pelos Estados Unidos habitualmente de Holanda e Suíça, respectivamente.

Agora, devido à escassez, o grupo decidiu enviá-las por via aérea "para responder às necessidades imediatas", detalhou a porta-voz. A Nestlé também dispõe de duas fábricas nos Estados Unidos para a produção de leite infantil.

A escassez, causada inicialmente por problemas na cadeia de fornecimento e pela falta de mão de obra causadas pela pandemia, se agravou quando uma fábrica do laboratório Abbott, em Michigan, fechou após um recall de produtos suspeitos de causar a morte de dois bebês.

Ontem, a Abbott fechou acordo com as autoridades americanas para retomar a produção nessa fábrica.

Internacional