PUBLICIDADE
Topo

Empresário deve assumir comunicação do Governo Bolsonaro

Reprodução - 8.mai.2018/TV Cultura
Imagem: Reprodução - 8.mai.2018/TV Cultura

Naira Trindade

Em Brasília

26/03/2019 14h17

O Planalto avalia mudar o comando da Secretaria de Comunicação. No lugar de Floriano Barbosa entra o empresário e advogado Fábio Wajngarten. Ele ficará responsável pelas peças publicitárias do governo, principalmente pela produção das campanhas para a reforma da Previdência.

A mudança coincide com as críticas de que a comunicação do governo não "desenrolou" "Já estamos entrando em abril e nada avançou", diz um interlocutor no Palácio do Planalto.

Wajngarten tem apoio do vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro.

Em outubro, Wajngarten disse à Coluna do Estadão defender a criação de empresa pública voltada para a realização de pesquisas de opinião que ajudem o presidente a "tomar decisões e não ser pego de surpresa". A "Brasil Barômetro" faria levantamentos de temas ligados a comportamento, segurança, saúde e cidadania.

Fabio defende, ainda, a promoção dos veículos de comunicação "éticos e comprometidos com o Brasil". "O País merece e precisa ter uma comunicação forte."

Na época, a Coluna mostrou que ele era cotado para assumir a Secom.

Bolsonaro determina comemoração "devida" do golpe de 1964

Band Notí­cias

O governo Bolsonaro teve início em 1º de janeiro de 2019, com a posse do presidente Jair Bolsonaro (então no PSL) e de seu vice-presidente, o general Hamilton Mourão (PRTB). Ao longo de seu mandato, Bolsonaro saiu do PSL e ficou sem partido. Os ministérios contam com alta participação de militares. Bolsonaro coloca seu alinhamento político à direita e entre os conservadores nos costumes.