PUBLICIDADE
Topo

PF flagra idosa de 79 anos na chefia do 'garimpo do Mamão', no Araguaia

Helicóptero do Ibama localiza garimpo dentro de terra indígena Parque do Aripuanã, entre Rondônia e Mato Grosso - Fabiano Maissonave/Folhapress
Helicóptero do Ibama localiza garimpo dentro de terra indígena Parque do Aripuanã, entre Rondônia e Mato Grosso Imagem: Fabiano Maissonave/Folhapress

Pedro Prata

São Paulo

11/10/2019 19h15

A Polícia Federal fechou o Garimpo do Mamão, na zona rural de Floresta do Araguaia, no Pará, em operação de combate à exploração mineral ilegal na manhã de hoje.

No garimpo ilegal estavam quatro funcionários e a responsável pela atividade no local, uma mulher de 79 anos. Ela responderá por crimes ambientais e extração ilegal de minérios.

Oito policiais federais participaram da ação, batizada Operação Retomada V, no âmbito da Operação Verde Brasil - Pará.

Além de instrumentos usados para a mineração, os policiais apreenderam na área do garimpo cinco armas de fogo, do tipo espingarda, de diversos calibres, um colete balístico e uma mira telescópica.

A PF informou que o suspeito de ser o dono do armamento não estava no local, mas foi identificado e responderá pelo crime de posse ilegal de arma de fogo e munições.

A PF já fechou onze garimpos ilegais e prendeu nove pessoas desde julho. Os instrumentos apreendidos nas operações somam valores de R$ 4,5 milhões.

Cotidiano