PUBLICIDADE
Topo

Barcos de contenção de óleo são enviados até navio que afunda em mar no MA

André Borges

Da agência Estadão Conteúdo, em Brasília

28/02/2020 20h12

O Ibama e a Petrobras enviaram barcos de contenção para tentar evitar os estragos que o vazamento de óleo poderá causar ao meio ambiente, caso o material do navio MV Stellar Banner se espalhe com rapidez.

Conforme informou o jornal O Estado de S. Paulo, uma mancha de óleo com raio de 830 metros já tomava conta da área ao redor do navio, que está encalhado a cerca de 100 quilômetros da costa do Maranhão e que pode naufragar. A embarcação carrega 295 mil toneladas de minério da Vale, além de outros 5 mil toneladas de óleo diesel.

Até o momento, o vazamento verificado aponta para um tipo de material que teria saído do porão do navio, e não de seu tanque de combustível. Os cálculos iniciais dão conta de que a mancha verificada somaria cerca de 330 litros de óleo.

Ontem e hoje, o Ibama enviou embarcações de contenção para a região. A Vale declarou que dois navios cedidos pela Petrobras para contenção de vazamento de óleo também iniciaram navegação na noite de quinta-feira, 27, até o ponto do acidente. A previsão é que cheguem ao local neste sábado, 29. A mineradora também solicitou barreiras de contenção para uso em mar aberto.

Danos ambientais

Os danos ambientais ainda são difíceis de serem mensurados, mas o resultado de uma exposição total do minério e do óleo que estão dentro da embarcação seria trágico, segundo especialistas.

Em relato ao Podcast do Estadão, a professora sênior do Instituto Oceanográfico da USP, Yara Schaeffer Novelli, e o pesquisador do Centro de Biologia Marinha da USP, Ronaldo Francini Filho, afirmaram que tanto o óleo quanto o minério de ferro possuem composições tóxicas e que, a depender da corrente marítima, poderiam chegar até a costa do Maranhão.

A embarcação, que desde a segunda-feira, 24, está tombada e encalhada em um suposto banco de areia, mede 55 metros de largura, por 340 metros de comprimento. Isso equivale à área de mais de três campos de futebol. O calado do barco (profundidade dentro da água) é de 21,5 metros, uma altura similar a de um prédio de sete andares.

O navio pode transportar 300,6 mil toneladas de minério de ferro. Para se ter uma ideia do que isso significa, são necessários cerca de 2.500 vagões de trens cheios de minério para abastecer a embarcação. Se forem alinhados, são 75 quilômetros de vagões, um atrás do outro.

Meio Ambiente