PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Inclusão de aumento do salário mínimo em pacote dos EUA depende do processo legislativo

Inclusão de aumento do salário mínimo em pacote dos EUA depende do processo legislativo - Sergei Chuzavkov/SOPA Images/LightRocket via Getty Images
Inclusão de aumento do salário mínimo em pacote dos EUA depende do processo legislativo Imagem: Sergei Chuzavkov/SOPA Images/LightRocket via Getty Images

Iander Porcella e Fernanda Bastos

São Paulo

24/02/2021 18h38

A porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, afirmou nesta quarta-feira que a inclusão do aumento do salário mínimo na versão final do pacote fiscal apresentado pelo governo americano dependerá do processo legislativo. A proposta do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, de US$ 1,9 trilhão em estímulos à economia tramita no Congresso, mas algumas medidas enfrentam a resistência dos republicanos.

Durante uma coletiva de imprensa, Psaki ressaltou que o aumento do mínimo de US$ 7,25 para US$ 15 a hora está sendo discutido pelos parlamentares. O pacote deve ser votado no plenário da Câmara dos Representantes ainda esta semana.

O projeto de Biden também prevê a destinação de mais de US$ 400 bilhões para combater a pandemia e US$ 1 trilhão para auxiliar famílias americanas.

De acordo com a porta-voz, o governo espera que a proposta de alívio econômico se torne lei em breve. O líder da maioria no Senado, Chuck Schumer, tem dito que espera enviar o pacote para sanção do presidente antes de 14 de março, quando expiram benefícios a desempregados.

Os democratas aprovaram recentemente uma resolução orçamentária, conhecida como "reconciliação", que permite a aprovação do pacote por maioria simples no Senado, o que dispensa o apoio da oposição.

O partido de Biden tem 50 das 100 cadeiras da Casa, mas conta com o voto de desempate da vice-presidente Kamala Harris.

Internacional