Após entregar medalha de 'imbrochável', Bolsonaro diz que discutiu futuro político para Neymar

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) entregou ao jogador de futebol Neymar Jr. uma medalha que ele tem distribuído a amigos e aliados desde quando era chefe do Executivo. Apelidada de "a medalha dos 3 I's", o objeto foi entregue pelo presidente ao jogador na última segunda-feira, 27, na mansão de Neymar em Mangaratiba (RJ), onde ele se recupera de uma lesão no joelho.

Na placa com uma imagem centralizada de Bolsonaro, aparentemente mais jovem, é possível ler o título "Clube Bolsonaro", seguido de três palavras que o ex-presidente já usou, em diferentes ocasiões, ao falar sobre si mesmo: "imbrochável", "imorrível" e "incomível".

O ex-presidente ainda disse ter conversado com o pai do jogador, do qual seria amigo há anos. Segundo ele, os dois falaram de planos para uma possível entrada de Neymar na política. "Já se faz planos para daqui a cinco anos. Não é que o Neymar vai estar velho, mas ele vai começar a sair do futebol".

Bolsonaro falou sobre o presente a Neymar durante o PL60+, um evento de seu partido focado no eleitor idoso realizado na última terça-feira, 28, em Brasília. "Ele mais do que ninguém merece aquela medalha", afirmou, e acrescentou que "o pessoal quer saber o que é 3 I, um é 'imorrível', o resto eu não posso falar não".

Os "3 I" do ex-presidente o acompanharam durante parte de seu período na chefia do Executivo. Em janeiro de 2021, Bolsonaro afirmou ser "imbrochável" ao dizer para apoiadores que estava fazendo "milagre" para governar com poucos recursos. Em maio do mesmo ano, respondeu ser "imorrível, imbrochável, incomível" quando um apoiador perguntou sobre seu estado de saúde. No mesmo mês, em dia de protestos contra o governo, voltou a usar os mesmos termos em uma postagem nas redes sociais.

O "imbrochável" voltou a aparecer em destaque durante a comemoração do Bicentenário da Independência, em 7 de setembro de 2022. Na ocasião, Bolsonaro puxou o coro de "imbrochável" pouco depois de elogiar e beijar a primeira-dama, Michelle, e foi acompanhado por apoiadores que acompanhavam a solenidade. O ato repercutiu no exterior, a ponto de a imprensa internacional buscar traduções para o termo sexualizado.

Outro esportista também recebeu a medalha do presidente em 2021. Na ocasião, Hebert Conceiçao, atleta do boxe, estava em um evento com outros esportistas para receber a Medalha Mérito Desportivo Militar da Marinha.

No X (antigo Twitter), internautas reagiram com memes. Um usuário, em tom de piada, disse faltar o "I" de "infiel" na medalha, referindo-se aos casos recentes em que o jogador admitiu ter traído a ex-namorada Bruna Biancardi.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes