Mulher é obrigada a se despir após França proibir 'burkini'

PARIS, 24 AGO (ANSA) - Uma mulher aparentemente foi obrigada por policiais a se despir em uma praia em Nice, na França, em meio à polêmica pela proibição do "burkini", o traje de banho muçulmano que cobre o corpo inteiro. Imagens divulgadas pela imprensa britânica mostram uma mulher no bairro turístico de Promenade des Anglais cercada por policiais, pelo que tudo indicada sendo obrigada a retirar uma túnica que cobria seus braços. Em seguida ela deixa a praia. Não está claro se ela foi obrigada pelos agentes ou mesmo se foi multada.   

Até o momento, 15 cidades francesas baniram o uso da peça alegando motivo de segurança, especialmente após uma série de ataques jihadistas terem deixado centenas de mortos em lugares como Paris e Nice.   

Recentemente, o premier Manuel Valls disse ser a favor de uma lei nacional contra a peça. Na França já é proibido o uso do véu islâmico em instituições de ensino e repartições públicas.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos