Após tremor, China agradece presença de Renzi no G20

PEQUIM, 29 AGO (ANSA) - O primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, deve ter um encontro bilateral com o presidente da China, Xi Jinping, durante a próxima reunião do G20, que será realizada nos dias 4 e 5 de setembro, em Hangzhou.   

"Estamos ainda na fase de coordenação, mas damos grande importância à Itália, e certamente haverá encontros bilaterais", declarou a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores de Pequim, Hua Chunying.   

Ela também elogiou a postura de Renzi de confirmar sua participação no G20, apesar do terremoto que matou quase 300 pessoas na região central da Itália em 24 de agosto. "Nessas circunstâncias, o primeiro-ministro estará em Hangzhou, o que mostra o compromisso da Itália em trabalhar para uma cúpula de sucesso", acrescentou.   

O encontro das principais economias do planeta na China também deve ser a primeira viagem internacional do hoje presidente interino Michel Temer após o processo de impeachment de Dilma Rousseff, que está sendo julgado no Senado. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos