Em Davos, ministro italiano diz que UE 'gera seus problemas'

DAVOS, 18 JAN (ANSA) - O ministro da Economia da Itália, Pier Carlo Padoan, fez uma forte crítica às leis e funcionamento da União Europeia, ao discursar nesta quarta-feira (18) em Davos, na Suíça. "O problema da Europa é a Europa. Os nossos problemas se escondem em Bruxelas e, às vezes, em Frankfurt. Devemos derrubar completamente as políticas, porque agora estão sendo dados os argumentos certos para convencer que o populismo tem razão", afirmou Padoan no Fórum Econômico Mundial de Davos. O italiano, assim como já vinha fazendo desde o governo de Matteo Renzi, pediu reformas no sistema da UE, principalmente em um momento em que crescem os partidos de extrema direita e populistas no bloco. De acordo com Padoan, a situação é tão preocupante que a classe média das principais economias da Europa estão "desiludidas" e "negando" tudo que os líderes políticos propõem.   

"Nós precisamos não apenas de uma política, mas de uma visão. Os líderes políticos devem ter uma visão. Se não convencerem os eleitores, ninguém vai votar", afirmou o ministro. Em seu discurso, Padoan também garantiu que a Itália está promovendo todas as reformas necessárias em seu sistema interno, mas lamentou que "nem sempre a mídia se interessa pelo duro trabalho de implementação". (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos