Equipes lutam para salvar animais presos na neve na Itália

ROMA, 19 JAN (ANSA) - A série de terremotos que atingiu a Itália nesta quarta-feira (18) somada à intensa onda de frio e neve que atinge o país fez com que centenas de animais ficassem presos em campos e pastos. Por isso, as forças de segurança, bombeiros e equipes de socorro lutam contra o tempo para poder salvar os animais.   

Em Fiastra, na província de Marcas, por exemplo, os policiais florestais resgataram cerca de 200 cabras que estavam isoladas no bairro de Portola. A situação para a fauna é crítica porque, em geral, as altas camadas de neve que se acumularam no chão impedem que os animais se alimentem ou que tentem sair de onde estão para buscar alimento.   

Em Amatrice e Accumoli, fortemente destruídas por causa de um terremoto no ano passado e que foram afetadas novamente nesta quarta, os trabalhadores rurais estão recebendo ajuda para conseguir alimentar os animais que estão nos estábulos. "Precisamos ajudá-los porque se eles não conseguirem, teremos perdido tudo e estas duas cidades correm o risco de serem abandonadas", diz em nota a Coldiretti, a associação que cuida dos "cultivadores diretos".   

Na província de Teramano, que fica na região de Abruzzo, as comunas de Civitella del Tronto, Campli, Castiglione Messer Raimondo, Isola del Gran Sasso e Pietracamela registraram diversos desabamentos de telhados, que caíram por causa do grande acúmulo de neve e pelo terremoto. Nenhuma pessoa faleceu por causa dos incidentes, mas uma verdadeira tragédia ocorreu no campo. Ao menos 200 bois morreram em Morge, na comuna de Campli e de Castiglione Messer Raimondo. Na empresa Vicerè, que fica na província de Marcas, a queda das estruturas de estábulos mataram 25 vacas e bezerros e cerca de 30 ovelhas. Na localidade, há ainda 600 vacas e cinco mil ovelhas isoladas em pastos e campos, que aguardam o resgate das equipes especializadas. A região central da Itália é conhecida pela produção de produtos gastronômicos únicos e a atividade no campo é uma das principais, senão a principal indústria de muitas das pequenas comunas duramente atingidas pelo sismo e pela neve. Nas pequenas localizadas, está a produção de queijos, presuntos e diversos tipos de grãos que movimentam a economia local. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos