Itália anula verba para ONG envolvida em prostituição gay

ROMA, 22 FEV (ANSA) - O governo italiano anunciou que abriu um procedimento para a anulação do repasse de dinheiro para a associação Anddos, de Roma, envolvida em um escândalo de prostituição gay.   

Através da chefe do Departamento para Oportunidades Iguais da Presidência do Conselho dos Ministros, Giovanna Boda, foi assinada uma medida para impedir que os 55 mil euros fossem repassados à instituição.   

"Revisada as circunstâncias gravíssimas de que esta Administração tomou conhecimento após a publicação do citado caso, tal caso mostrou não existirem os pressupostos exigidos por lei para [...] a concessão de financiamentos públicos com referência à associação Anddos", publicou em nota o governo.   

O documento ainda confirma que a divulgação de uma matéria sobre o caso, no dia 19 de fevereiro, trouxe "elementos e fatos precisos sobre as atividades desenvolvidas, incompatíveis com o interesse público".   

No último domingo, o programa "Le Iene" denunciou a promoção de relações sexuais em troca de pagamento nos "centros de massagem" de uma associação em Roma que defende os direitos da comunidade gay. Essa entidade, que agora sabe-se que se chama Anddos, havia recebido dinheiro do governo para promover ações de inclusão de homossexuais na sociedade italiana. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos