Topo

Brasileira é agredida na Itália por não falar língua local

2019-01-11T13:05:00

11/01/2019 13h05

SÃO PAULO, 11 JAN (ANSA) - Uma brasileira de 47 anos foi agredida em Mereto di Tomba, na região de Friuli Veneza Giulia, nordeste da Itália, porque não sabe falar a língua local.   

Segundo relato do jornal "Il Gazzettino", a mulher entrou em um restaurante da cidade e pediu duas pizzas para viagem, "em bom italiano". Um caminhoneiro presente no local, no entanto, começou a gritar: "Aqui estamos no Friuli, você tem de falar friulano por lei".   

A brasileira, para evitar confusão, saiu do restaurante, mas o homem a seguiu até o lado de fora. Apesar dos esforços do filho da vítima para contê-lo, o caminhoneiro a empurrou e deu um soco em seu rosto. A mulher foi levada a um pronto-socorro com sangramento no nariz.   

"Estamos perante um ato grave e particularmente insuportável, seja porque cometido contra uma mulher, seja porque de matiz racista", afirmou a eurodeputada Isabella De Monte, de centro-esquerda, que é da região. Os nomes da vítima e do agressor não foram divulgados.   

O friulano é uma língua latina minoritária falada na zona histórico-geográfica de Friuli, que compõe a região (estado) de Friuli Veneza Giulia. Ela é comum nas províncias de Gorizia, Údine e Pordenone e em algumas cidades do Vêneto. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.