PUBLICIDADE
Topo

Internacional

'Brasil e EUA nunca estiveram tão próximos', diz Trump

19/03/2019 13h48

WASHINGTON, 19 MAR (ANSA) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta terça-feira (19) que o mandatário do Brasil, Jair Bolsonaro, tem feito um "trabalho espetacular" em seus pouco menos de três meses no cargo.   

A declaração foi dada durante a primeira visita de Bolsonaro à Casa Branca, que marca o alinhamento do novo governo brasileiro com os EUA. "É uma honra ter o presidente Bolsonaro conosco, ele tem feito um trabalho espetacular. O Brasil é um grande amigo, e acredito que o relacionamento com os EUA nunca esteve tão próximo como agora", disse Trump.   

Já Bolsonaro afirmou que é uma "satisfação" estar nos Estados Unidos, "depois de algumas décadas de presidentes antiamericanos", ignorando as relações amigáveis entre Bill Clinton e Fernando Henrique Cardoso e George W. Bush e Luiz Inácio Lula da Silva. "O Brasil mudou a partir de 2019 e, obviamente, temos muito a conversar, muita coisa a oferecer um para o outro para o bem de nossos povos", declarou.   

Segundo o presidente, há "muita coisa em comum" entre ele e Trump. "O Brasil estará cada vez mais engajado com os nossos Estados Unidos", prometeu. Como sinal dessa nova política, o governo Bolsonaro assinou com os EUA um acordo para o uso comercial da base de lançamentos de Alcântara, no Maranhão, e derrubou a exigência de visto para turistas americanos, canadenses, australianos e japoneses.   

Em troca, Trump indicou que apoiará a entrada do Brasil na Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) - o pedido de adesão foi formalizado em maio de 2017 -, mas o presidente dos Estados Unidos deu mais atenção à crise na Venezuela.   

"Todas as opções estão na mesa", disse o magnata, sem descartar um eventual pedido para o Brasil entrar em uma possível ação militar contra o regime de Nicolás Maduro. "Não discutimos isso ainda, vamos falar disso hoje", acrescentou.   

Trump também presenteou Bolsonaro com uma camisa da seleção americana de futebol, enquanto o presidente brasileiro deu ao magnata um uniforme da equipe canarinho. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional