PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Papa lamenta morte de Cláudio Hummes e lembra de atuação de cardeal na Amazônia

Papa Francisco preside a missa da Vigília Pascal na Basílica de São Pedro, no Vaticano. - TIZIANA FABI/AFP
Papa Francisco preside a missa da Vigília Pascal na Basílica de São Pedro, no Vaticano. Imagem: TIZIANA FABI/AFP

05/07/2022 09h16

O papa Francisco lamentou nesta terça-feira (5) a morte do cardeal brasileiro Cláudio Hummes, ocorrida na segunda-feira (4), e lembrou da relação de amizade e do conselho dado pelo arcebispo emérito de São Paulo durante o conclave que o fez líder da Igreja Católica em 2013.

O telegrama foi enviado para o atual arcebispo de São Paulo, cardeal Odilo Scherer.

"Trago sempre vivas na memória as palavras que dom Cláudio me disse no dia 13 de março de 2013, pedindo-me que não me esquecesse dos pobres. Como penhor de consolação e de esperança na vida eterna, envio a vossa eminência e a todos que se unem em oração para as exéquias do cardeal Hummes, a bênção apostólica", escreveu o líder católico.

Ao longo do documento, Francisco afirma que recebeu a notícia da morte "com profundo pesar".

"Minhas preces são também de gratidão a Deus pelos longos anos de seu dedicado e zeloso serviço, sempre pautado pelos valores evangélicos, à santa mãe Igreja nos diversos encargos pastorais que lhe foram confiados tanto no Brasil como na Cúria Romana, e por seu empenho em anos recentes pela Igreja que caminha na Amazônia", afirmou ainda.

Dom Hummes teve uma vida dedicada aos mais pobres e também às causas da natureza e trabalhou no Vaticano entre 2006 e 2011, ao lado do papa Bento 16, como prefeito da Congregação para o Clero.

Já no Brasil, atuou como presidente da Comissão Episcopal para a Amazônia da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e foi escolhido pelo papa Francisco, em junho do ano passado, como presidente da recém-criada Conferência Episcopal da Amazônia.

Ele faleceu aos 87 anos após lutar contra um câncer.

Cotidiano