Unesco condena assassinato do jornalista mexicano Marcos Hernández Bautista

Paris, 29 jan (EFE).- A Diretora geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), Irina Bokova, condenou nesta sexta-feira o assassinato do jornalista mexicano Marcos Hernández Bautista, ocorrido no último dia 21 de janeiro no município de San Andrés Huaxpaltepec, no estado de Oaxaca.

"Condeno o assassinato de Marcos Hernández Bautista. Peço às autoridades que investiguem este crime e processem seus culpados. É algo vital para garantir um ambiente de trabalho livre e seguro à imprensa, cujo papel é essencial para a liberdade de expressão", afirmou ela em comunicado.

Hernández Bautista trabalhava no jornal "Noticias Voz" e "Imagen de Oaxaca" e colaborava com outros meios de comunicação. Além disso, era funcionário da prefeitura e militava no partido Movimiento de Regeneración Nacional.

Há algum tempo, ele tinha dito temer possíveis represálias por conta da publicação de textos referentes a "interesses políticos e abusos na região", segundo a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos