Tribunal ordena que Áustria repita eleições presidenciais por irregularidades em apuração

Em Viena

  • Heinz-Peter Bader/Reuters

    O candidato presidencial Norbert Hofer (dir), do FPÖ, e o líder do partido, Heinz-Christian Strache, cantam após as eleições em Viena, na Áustria

    O candidato presidencial Norbert Hofer (dir), do FPÖ, e o líder do partido, Heinz-Christian Strache, cantam após as eleições em Viena, na Áustria

O Tribunal Constitucional da Áustria ordenou nesta sexta-feira (1º) a repetição completa em todo o país do segundo turno das eleições presidenciais de 22 de maio por irregularidades na apuração dos votos.

Os resultados desses pleitos foram impugnados pelo ultranacionalista Partido Liberal da Áustria (FPÖ), cujo candidato, Norbert Hofer, havia perdido por apenas 30 mil votos de diferença contra o ecologista Alexander Van der Bellen.

A repetição das eleições, com os mesmos candidatos, deve ser realizada depois do verão, provavelmente no final de setembro ou começo de outubro.

O presidente do Tribunal, Gerhart Holzinger, manifestou hoje ao anunciar a decisão que as eleições "são o fundamento da democracia e é dever do Tribunal manter em funcionamento esse fundamento".

"Ninguém é perdedor e ninguém é ganhador (com esta decisão). Só temos um objetivo: fortalecer a confiança no Estado de Direito e na democracia", explicou o juiz.

O Tribunal Constitucional da Áustria é composto por 14 juízes, entre eles seu presidente, que no entanto não fez parte na votação que deu lugar a esta decisão, sem precedentes em sua dimensão na história democrática do país.

O FPÖ e seu líder, Heinz Christian Strache, tinham denunciado uma longa série de irregularidades na apuração dos votos.

O Alto Tribunal interrogou durante as passadas duas semanas cerca de 90 testemunhas, entre elas regionais e locais de mesas eleitorais de todo o país.

Muitas testemunhas reconheceram que não foi cumprida ao pé da letra a lei eleitoral, sobretudo no momento e na forma de contar os votos depositados por correio.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos