Na metade da tarde, participação nas eleições presidenciais é de 65,3%

  • Philippe Huguen/AFP

    Eleitores comparecem às zonas eleitorais para decidir entre Macron e Le Pen

    Eleitores comparecem às zonas eleitorais para decidir entre Macron e Le Pen

A participação no segundo turno das eleições presidenciais da França alcançou 65,30% às 17h (horário local, 11h em Brasília), uma queda considerável se comparado aos 69,42% de franceses que tinham votado nesse mesmo horário no primeiro turno, em 23 de abril.

Conforme dados fornecidos pelo Ministério do Interior, a participação é também sensivelmente inferior a do segundo turno de 2012, quando 70,59% dos cidadãos já tinham votado nesse horário, em eleições que finalizaram com quase 80% de participação. Com relação ao pleito presidencial de dez anos atrás, a percentagem de eleitores cai com ainda mais força, já que às cinco da tarde 73,87% dos franceses tinham escolhido seu candidato à época.

O número de votantes hoje também não supera, por enquanto, à última vez (2002) em que um candidato da extrema direita - naquela ocasião Jean-Marie Le Pen, pai da hoje candidata Marine Le Pen - chegou ao segundo turno, quando neste momento 67,60% do eleitorado já tinha comparecido. Era 5 de maio de 2002 e o conservador Jacques Chirac e o candidato de extrema-direita Jean-Marie Le Pen se enfrentavam nas urnas.

Conforme as previsões do instituto de pesquisa Ifop, a participação final desta segunda etapa do pleito presidencial será 75%. Já para o instituto Ipsos a porcentagem final ficará em 74%.

Desde 1969, o segundo turno das eleições presidenciais leva mais gente às urnas do que o primeiro.

Às 19h (horário local, 14h em Brasília), os colégios eleitorais vão fechar nas cidades pequenas, e nas regiões maiores o encerramento da votação será uma hora depois.

Os departamentos que estão registrando as menores afluências são os de Córsega do Sul (53,6%) e Córsega do Norte (56,4%), que votaram a favor de Marine há duas semanas, e o de Seine-Saint-Denis (54,6%), que apoiou majoritariamente o candidato de extrema esquerda Jean-Luc Mélenchon no primeiro turno.
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos