Presidente das Filipinas chega a Moscou para fortalecer relações com Rússia

Moscou, 23 mai (EFE). - O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, chegou nesta terça-feira a Moscou para uma visita oficial de quatro dias, que, segundo o Executivo em Manila, serve para fortalecer as relações com a Rússia em todos os âmbitos, incluindo o militar.

De acordo com o Kremlin, Duterte se reunirá com o presidente russo, Vladimir Putin, na quinta-feira. No encontro será tratado o "estado e as perspectivas de desenvolvimento" da cooperação entre os dois países em diversos aspectos. Antes de viajar porém, o próprio governante filipino revelou ter especial interesse em discutir a cooperação no âmbito da defesa.

"Acredito que terei que persuadir o presidente Putin para que a Rússia nos forneça armamento. Não se trata de grande quantidades, mas de mísseis de alta precisão", disse Duterte a jornalistas russos.

O presidente filipino, que assinará em Moscou um acordo de cooperação militar, destacou que o armamento russo é melhor do que o americano.

"Os russos também não só são melhores nisso, mas são generosos e estão dispostos a ajudar", apontou, enfatizando a importância de acordos em segurança e defesa com a Rússia perante a crescente ameaça terrorista.

Duterte chegou ao poder em junho de 2016 e prometeu desprezar a tradicional aliança militar com os Estados Unidos. Nos últimos meses, ele se aproximou da China e da Rússia tanto em defesa quanto em áreas diplomática e econômica.

"Agora, só podemos confiar na Rússia e na China. Os Estados Unidos são hipócritas", insistiu.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos