Editoriais da imprensa alemã alertam sobre choque na Catalunha

Berlim, 28 out (EFE).- Editoriais e artigos de opinião em alguns dos principais meios de imprensa da Alemanha alertam sobre o choque na Catalunha após a declaração unilateral de independência e advertem dos riscos para o futuro, com a paz social como vítima.

O artigo principal do jornal alemão "Frankfurter Allgemeine Zeitung", assinado pelo diretor de informação internacional, Klaus-Dieter Frankenberger, vê à Espanha "à beira do abismo" e acusa os independentistas catalães de ter levado o conflito ao extremo.

Apesar disso, adverte também a Madri que "recuperá-los será a tarefa mais difícil enfrentada pela Espanha moderna", já que, como apontou a declaração de independência dos Estados Unidos, um governo exerce o seu poder "com o consentimento dos governados".

O "Süddeutsche Zeitung" também dedica um dos seus principais artigos de opinião à Catalunha, em que o subdiretor de internacional, Stefan Ulrich, descreve o conflito catalão como "um duelo" em que dispararam as suas armas Rajoy e o presidente do Governo catalão Carles Puigdemont.

A revista "Der Spiegel", hoje nas bancas, publica por sua vez uma entrevista com o escritor espanhol Antonio Muñoz Molina, que acusa os movimentos nacionalistas de reinterpretar a história e vê como "asqueroso" que se compare a Espanha atual com o regime franquista. EFE

nl/ma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos