Protestos deixam 40 palestinos feridos na fronteira de Gaza com Israel

Em Gaza

Cerca de 40 palestinos ficaram feridos por fogo israelense no leste de Jabalia, na Faixa de Gaza, nos protestos próximos à fronteira com Israel nos quais milhares de pessoas reivindicam o direito dos refugiados ao retorno, informou o Ministério da Saúde palestino.

Cinco pessoas se encontram em estado graves, com ferimentos na cabeça e em partes superiores do corpo, enquanto dezenas foram atendidas em postos de emergência.

Centenas de palestinos começaram nesta sexta-feira a queimar pneus perto da fronteira para dificultar a visibilidade das tropas israelenses posicionadas do outro lado, que não permitem que os manifestantes se aproximem à cerca.

Trata-se da segunda sexta-feira da chamada Grande Marcha do Retorno, organizada na Faixa por todas as facções palestinas, que convocaram milhares de pessoas às fronteiras desde a semana passada.

Em uma semana, 22 palestinos morreram em enfrentamentos na fronteira e em diferentes incidentes de violência.

"Desde o início da manhã, centenas de palestinos estão em distúrbios em cinco pontos ao longo da Faixa. As tropas do Exército estão respondendo com meios de dispersão de distúrbios e disparam de acordo com as regras de enfrentamento", diz o comunicado militar. 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos