PUBLICIDADE
Topo

Internacional

May diz que "Brexit" sem acordo continua sendo "opção padrão" para deixar UE

13/03/2019 17h45

Londres, 13 mar (EFE).- A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, alertou nesta quarta-feira que o "Brexit" sem acordo continua sendo a "opção padrão" para a saída da União Europeia (UE) caso nenhuma alternativa seja aprovada até 29 de março.

Apesar de a Câmara dos Comuns ter aprovado hoje uma moção para impedir que o Reino Unido deixe o bloco europeu sem acordo, May ressaltou que essa é uma opção que sempre esteve no horizonte.

Amanhã, os deputados britânicos votarão se o governo de May deve pedir à UE uma extensão no prazo de saída. Se nada mudar, o divórcio entre o Reino Unido e o bloco vai ocorrer no dia 29 de março.

May explicou que poderia pedir uma "curta extensão técnica" do prazo caso a Câmara dos Comuns aprove nos próximos dias o acordo de saída. No entanto, os deputados já negaram o pacto firmado pela primeira-ministra em duas oportunidades.

"Essa curta extensão técnica só estará sob a mesa se aprovarmos um acordo", ressaltou May na Câmara dos Comuns.

Caso contrário, a líder do Partido Conservador ressaltou que o Reino Unido precisaria de um prazo maior porque o país teria que participar das eleições para a Eurocâmara, entre 23 e 26 de maio.

"Podemos sair com o acordo que esse governo negociou nos últimos dois anos, ou podemos sair com um acordo sujeito a um segundo referendo, mas isso provocaria o risco de não haver 'Brexit'", afirmou a primeira-ministra aos deputados britânicos.

May ainda afirmou que descumprir o resultado do referendo de 2016, no qual os britânicos aprovaram a saída da UE, abalaria a "frágil confiança" que os cidadãos têm na Câmara dos Comuns.

A primeira-ministra também disse que o Reino Unido poderia tentar negociar um acordo diferente, mas ressaltou que a UE deixou claro que o pacto que está sobre a mesa é o "único possível". EFE

Internacional