Topo

Trump vai recorrer de decisão que bloqueou recursos para erguer muro

Loren Elliott/AFP
Imagem: Loren Elliott/AFP

Washington

2019-05-25T17:31:00

25/05/2019 17h31

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou hoje que recorrerá da decisão de um juiz que ordenou o bloqueio temporário sobre parte do dinheiro que será usado na construção de um muro na fronteira com o México.

"Outro juiz ativista decidiu contra nós sobre um trecho do muro que já está em construção. Essa é uma decisão contra a segurança na fronteira e em favor do crime, das drogas e do tráfego de pessoas. Estamos pedindo recurso rapidamente", criticou Trump no Twitter.

Trump está no Japão, onde conhecerá o novo imperador do país, Naruhito, e discutirá com o governo local temas como a estagnação das negociações com a Coreia do Norte e as novas tensões com o Irã.

Ontem, o juiz do Distrito Norte da Califórnia, Haywood Gilliam, nomeado para o cargo pelo ex-presidente Barack Obama, determinou o bloqueio parcial do dinheiro para financiar a construção do muro.

A decisão congela da transferência de US$ 1 bilhão do Departamento de Defesa, verba que Trump quer usar para as obras na fronteira, e limita trechos do muro de serem erguidos.

O Congresso dos EUA aprovou em janeiro um orçamento de US$ 1,37 bilhão para que Trump pudesse construir o muro, mas o valor é muito inferior os US$ 5,7 bilhões pedidos pelo presidente.

Sem conseguir um acordo para financiar as obras com a oposição, Trump declarou situação de emergência nacional na fronteira e forçou a realocação de dinheiro sem a necessidade de aval do Legislativo.

Com a medida, a Casa Branca destinou US$ 6,6 bilhões para o muro, retirando dinheiro do Pentágono e do Departamento do Tesouro.

A decisão do juiz do Distrito Norte da Califórnia é provisória. Gilliam deve pedir mais tempo para analisar o caso antes de tomar uma decisão definitiva sobre o muro de Trump.

Mais Internacional