Topo

Keiko Fujimori passa seu primeiro aniversário na prisão

LUKA GONZALES/	AFP
A política peruana Keiko Fujimori, filha do ex-ditador Alberto Fujimori Imagem: LUKA GONZALES/ AFP

2019-05-26T00:23:00

26/05/2019 00h23

A líder opositora do Peru Keiko Fujimori, filha do também preso ex-presidente Alberto Fujimori (1990-2000), completou neste sábado 44 anos, seu primeiro aniversário na prisão, onde recebeu as visitas de suas filhas e de um grupo de congressistas do seu partido, o Força Popular.

Keiko está reclusa na prisão preventiva desde novembro enquanto é investigada por suposta lavagem de ativos ao supostamente ter ocultado com uma contabilidade falsa US$ 1 milhão doados pela construtora brasileira Odebrecht para sua campanha eleitoral à Presidência nas eleições de 2011.

"Hoje, 25 de maio, estou completando quase 7 meses em prisão. Faço aniversário, pela primeira vez, privada da minha liberdade", lembrou Keiko em carta pública que divulgou nas suas redes sociais a partir da prisão.

A líder do Força Popular, que em 2016 ficou a apenas 41 mil votos de ser a primeira presidente da história do Peru, afirmou na carta que não perdeu a esperança de recuperar a liberdade.

Keiko voltou a qualificar de mentiras os argumentos utilizados pela promotoria para prendê-la de forma preliminar por três anos ao supostamente ter tentado obstruir a investigação com pressões sobre as testemunhas.

"Privaram-me de liberdade, mas jamais me privarão do meu direito a crer que a justiça vencerá a arbitrariedade", escreveu Keiko.

"Nunca percam a fé! Quando as coisas ficam mais difíceis, ou parece que a solução não venha, é o momento no qual mais devemos perseverar em nossos objetivos", acrescentou a política.

Keiko disse que o tempo na prisão está levando "como um período de reflexão, um espaço que está servindo para entender muitas coisas" e avaliar seus mais próximos.

Mais Internacional