PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Sobe para 7 número de venezuelanos mortos em naufrágio no Caribe

 Imigrantes venezuelanos deportados chegam à costa da Praia de Los Iros, em Erin, Trinidad e Tobago  - Lincoln Holder /Newsday via Reuters
Imigrantes venezuelanos deportados chegam à costa da Praia de Los Iros, em Erin, Trinidad e Tobago Imagem: Lincoln Holder /Newsday via Reuters

EFE

28/04/2021 00h54

O número de migrantes venezuelanos que morreram no naufrágio de um barco que tentou chegar a Trinidad e Tobago, ocorrido na última quinta-feira, subiu para sete, enquanto pelo menos 11 pessoas ainda estão desaparecidas, informou o opositor David Smolansky nesta terça.

"Infelizmente confirmamos que já há sete refugiados mortos no naufrágio ao largo da costa do (estado do) Delta Amacuro", escreveu Smolansky em sua conta no Twitter, na qual relatou que haveria pelo menos 11 pessoas desaparecidas.

Ainda segundo o líder da oposição na Venezuela, sete pessoas foram resgatadas por pescadores da região, uma delas uma mulher que passou mais de dez horas no mar durante a noite. No sábado, ele tinha reportado três óbitos causados no acidente.

Como denunciado pela oposição, a região da costa venezuelana está sendo utilizada pelos emigrantes para deixar o país em meio à grave crise econômica.

Até agora, não houve qualquer pronunciamento oficial das autoridades sobre o naufrágio. No domingo, a ONG Foro Penal, que lidera a defesa dos presos políticos na Venezuela, denunciou a detenção do defensor dos direitos humanos Orlando Moreno, que teria sido levado quando acompanhava parentes das vítimas.

Internacional