Protesto na fronteira austríaca acaba em confronto com polícia italiana

Brenna Hughes Neghaiwi

Em Brenner

  • Dominic Ebenbichler/ Reuters

    Manifestação contra um plano para restringir o acesso à fronteira entre Itália e a Áustria acabou em violência

    Manifestação contra um plano para restringir o acesso à fronteira entre Itália e a Áustria acabou em violência

Uma manifestação contra um plano para restringir o acesso ao Passo do Brenner, entre a Itália e a Áustria, resultou em violência neste sábado (7), com a polícia italiana utilizando gás lacrimogêneo contra centenas de manifestantes que atiravam pedras e fogos de artifício. 

A Áustria disse ter planos para erguer uma cerca no cruzamento dos Alpes que compartilha com a Itália para "canalizar" pessoas. Parte da zona sem fronteiras da Europa, Brenner é uma das rotas utilizadas por imigrantes que se dirigem para o norte do continente. 

Dois policiais ficaram feridos nos confrontos, informou o chefe de um sindicato local da polícia italiana, Fulvio Coslovi, à Reuters. Ele disse que cerca de 10 manifestantes foram detidos.

A polícia local em Tyrol, Áustria, disse que mais de 600 manifestantes apareceram na terceira manifestação violenta no Passo do Brenner em pouco mais de um mês, concentrando-se no lado italiano. 

Imagens de TV mostram nuvens de fumaça preenchendo a estação ferroviária de Brenner à medida que grupos de manifestantes jogavam pedras e bombas de fumaça contra a tropa de choque. 

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos