Conteúdo publicado há 28 dias

Eleitores indecisos esperam debate entre Biden e Trump de olho na economia, fronteira e idade

Gina Gannon, uma aposentada do Estado da Geórgia, votou no republicano Donald Trump em 2016 antes de trocá-lo pelo democrata Joe Biden em 2020 — e agora está de olho no debate da próxima semana para ajudá-la a decidir qual candidato apoiar neste ano.

Gannon, de 65 anos, votou em Biden, segundo ela, porque sentiu que a Presidência de Trump foi muito caótica. Mas agora ela está se inclinando novamente para o republicano, insatisfeita com a imigração ilegal na fronteira entre os Estados Unidos e o México e com a inflação durante o governo de Biden.

Biden pode ainda convencê-la, no entanto, se ele apresentar uma proposta forte para proteger a fronteira e mostrar uma mão firme apesar de sua idade, disse ela.

Trump, de 78 anos, é "sempre um coringa", disse Gannon. No entanto, para Biden, de 81 anos, "há certamente a preocupação com a idade e como ele será capaz de se comportar".

Cerca de 20% dos eleitores dizem que não escolheram um candidato para a disputa presidencial deste ano, estão inclinados a outros candidatos ou podem não votar na eleição de 5 de novembro, de acordo com a pesquisa mais recente da Reuters/Ipsos.

A Reuters entrevistou 15 desses eleitores antes do debate de 27 de junho em Atlanta para saber o que eles esperam ver quando Biden e Trump se enfrentarem e como os candidatos — agora essencialmente empatados nas pesquisas de opinião nacionais com menos de cinco meses até o dia da eleição — podem ganhar seu apoio.

O grupo de eleitores indecisos inclui sete homens e oito mulheres de uma mistura de Estados com tendência democrata, republicana e divididos. Eles variam de acordo com a idade, filiação partidária e raça.

Dos 15 eleitores, nove são ex-eleitores de Biden que se desiludiram de forma parcial ou total, sendo que um deles agora está inclinado a Trump. Três eleitores se desiludiram com Trump, mas não estavam considerando Biden como uma alternativa.

A aptidão mental, especialmente a de Biden, é uma questão fundamental para esses eleitores indecisos, que estarão assistindo ao primeiro debate para ver se os dois candidatos mais velhos que já concorreram à Presidência dos EUA conseguem pensar com os pés no chão.

Continua após a publicidade

A gestão da economia por Biden e, especialmente, sua forma de lidar com a inflação também é um tema importante.

Os aumentos nos preços ao consumidor tem diminuído consideravelmente desde o pico registrado em junho de 2022, mas os eleitores ainda reclamam regularmente do choque de preços no supermercado.

Vários eleitores que apoiaram Biden em 2020 também disseram que ele precisa abordar o tema da imigração durante o debate. Biden assumiu o cargo em 2021 prometendo reverter muitas das políticas restritivas de fronteira de Trump, mas ele tem enfrentado dificuldades com o número recorde de imigrantes ilegais na fronteira durante sua gestão.

A condenação criminal de Trump em maio também será um fator para os eleitores.

Deixe seu comentário

Só para assinantes