PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

França começa teste de tratamento com plasma de pacientes curados da covid-19

Getty Images
Imagem: Getty Images

04/04/2020 17h06

Um teste clínico que consiste na transfusão de plasma sanguíneo de pessoas recuperadas da Covid-19 para "pacientes em fase aguda da doença" começará em 7 de abril na França, anunciaram as instituições responsáveis neste sábado (4). A França contabiliza nesta data mais de 7.500 mortos pela doença, num total de 45.000 vítimas do novo coronavírus na Europa.

"Este ensaio clínico consiste na transfusão de plasma de pacientes recuperados do Covid-19, contendo anticorpos contra o vírus, e que podem transferir essa imunidade para um paciente que sofre da Covid-19", afirma um comunicado à imprensa da Associação de Hospitais Públicos de Paris (AP-HP), o Instituto Francês de Sangue (EFS) e o Instituto Nacional de Saúde e Pesquisa Médica (Inserm).

"O plasma das pessoas que se recuperaram da Covid-19 contém esses anticorpos que seus corpos desenvolveram. Esses anticorpos podem ajudar os pacientes na fase aguda da doença a combater o vírus", afirma o texto conjunto.

Este ensaio clínico, chamado de Coviplasm, será liderado pelos professores e pesquisadores Karine Lacombe e Pierre Tiberghien, e as amostras serão coletadas a partir de terça-feira (7) na região parisiense, e em Grand-Est (leste) e Bourgogne-Franche-Comté (centro), com '' cerca de 200 pacientes curados por pelo menos 14 dias".

Pacientes curados serão convidados a doarem plasma

"Os pacientes curados da Covid-19 serão convidados pessoalmente a doarem seu plasma para a EFS", afirma ainda o comunicado. O ensaio clínico contará com 60 pacientes de hospitais parisienses, dos quais "metade se beneficiará do suprimento de plasma convalescente".

Uma avaliação inicial poderá ser feita entre duas a três semanas após o início do ensaio clínico, que pode ser estendida dependendo dos resultados. O EFS também procurará a presença de anticorpos contra o coronavírus "em uma amostra representativa de doadores de sangue que vêm fazer uma doação durante um período específico", para "obter uma imagem geral da propagação do vírus na França".

O plasma convalescente, a parte líquida do sangue que concentra anticorpos após uma doença, já provou ser eficaz, em estudos de pequena escala, contra outras doenças infecciosas como Ebola ou SARS. A agência de medicamentos dos EUA, a Food and Drug Administration, também deu luz verde para testar esse tratamento contra o novo coronavírus. Também estão sendo realizados testes na China.

Coronavírus