PUBLICIDADE
Topo

Blocos de rua

"Carnaval não é só entretenimento, é geração de empregos", diz Bruno Covas

Bruno Covas desfila no alto do trio do bloco Casa Comigo - Marcelo Justo/UOL
Bruno Covas desfila no alto do trio do bloco Casa Comigo Imagem: Marcelo Justo/UOL

Anahí Martinho

Colaboração para o UOL, em São Paulo

23/02/2019 15h27

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), desfilou no alto de um dos três trios elétricos do bloco Casa Comigo, na avenida Faria Lima, em Pinheiros, na tarde deste sábado (23). Acompanhado pelo secretário de Cultura Alexandre Youssef e do secretário das Subprefeituras, Alexandre Modonezi, Covas se divertiu e sambou ao lado da bateria.

Em entrevista ao UOL, o prefeito falou sobre os principais desafios do Carnaval paulistano, o primeiro sob sua gestão. "É uma festa imensa, exige um cuidado especial. Este ano assumimos a responsabilidade pelo evento. São mais de 500 blocos e quase 600 desfiles e 300 percursos na cidade."

Veja a programação dos blocos que desfilam em São Paulo

Segundo Covas, a etapa mais trabalhosa foi a organização dos trajetos dos blocos, para atender as demandas de cada cortejo. "Tivemos pouquíssima reclamação do pessoal dos blocos. O desafio foi distribuir os percursos sem atrapalhar a mobilidade da cidade", disse.

Para os próximos anos da gestão, o objetivo é que a folia paulistana fique cada vez maior e atraia investimentos e turismo, explicou o prefeito. "A gente entende a festa não apenas como entretenimento, mas como uma questão estratégica de geração de emprego e renda para a cidade", disse. "Atrai investimentos, atrai economia criativa. O Carnaval de São Paulo ficará cada vez maior e melhor."

Banheiros em falta

O prefeito se pronunciou sobre uma falha na entrega de banheiros químicos para este final de semana. Dos 2.400 banheiros previstos, apenas 2.100 foram entregues. "Já tomamos medidas em relação à empresa que não entregou no prazo. Para o domingo (24), foram contratados mais 600 banheiros."

Segundo o secretário das subprefeituras, os percursos estão distribuídos em 29 das 32 subprefeituras. "É para a cidade inteira aproveitar, para o turista aproveitar, com tranquilidade e segurança", disse Modonezi.

Covas acrescentou que o Carnaval é um trabalho "de toda a prefeitura". "Não está concentrado em apenas uma secretaria". 

"A gente conta com a população para deixar de jogar lixo na rua, para deixar de urinar na rua, não beber e dirigir. O folião está cada vez mais envolvido e este é o sucesso do Carnaval de São Paulo", encerrou.

Blocos de rua