PUBLICIDADE
Topo

Carolina Brígido

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Advogado pede a Marco Aurélio gravata usada como recordação

Ministro aposentado do STF Marco Aurélio Mello - Reprodução/STF
Ministro aposentado do STF Marco Aurélio Mello Imagem: Reprodução/STF
Carolina Brígido

Escreve sobre Judiciário, especialmente o STF, desde 2001. Participou da cobertura do mensalão, da Lava-Jato e dos principais julgamentos dos últimos anos. Foi repórter e analista do jornal "O Globo" de 2001 a 2021. Foi colunista a revista "Época" de 2019 a 2021.

Colunista do UOL

21/07/2021 11h56

"Já vi pedirem camisa de jogador, mas o pedido que recebi é incrível", disse Marco Aurélio Mello à coluna nesta quarta-feira (21). O ministro recém-aposentado do STF (Supremo Tribunal Federal) recebeu carta de um advogado identificado como Eduardo Cunha Borges, de Uberlândia (MG), pedindo um souvenir inusitado: uma gravata usada.

"Gostaria, se possível, de ser presenteado com uma das gravatas usadas pelo senhor em plenário, cuja indumentária será, carinhosamente, usada por este operador de direito, no exercício da nobre profissão de advogado", diz a correspondência.

Eduardo Cunha Borges explica que é fã do ministro. "Sou advogado e tenho uma grande admiração por Vossa Excelência, sobretudo por ocasião dos acalorados debates em plenário, cujos seus ensinamentos deixam boquiabertos os maiores juristas brasileiros", derramou-se.

"É justo e merecido vosso descanso, após vários anos de bons serviços prestados à justiça brasileira, porém o Supremo Tribunal Federal perderá um grande ministro", completou. O admirador se despediu desejando ao ministro aposentado "sucesso e paz junto à digníssima família".

À coluna, Marco Aurélio disse que vai enviar uma de suas gravatas ao fã: "Já separei, é uma Ermenegildo Zegna. É o tipo da coisa que não podemos deixar de lado".