PUBLICIDADE
Topo

Chico Alves

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

CPI da Covid quer saber quem aceitou burla da Argentina a regras sanitárias

 Agentes da Anvisa interrompem partida entre Brasil e Argentina - Alexandre Schneider/Getty Images
Agentes da Anvisa interrompem partida entre Brasil e Argentina Imagem: Alexandre Schneider/Getty Images
Chico Alves

Chico Alves é jornalista, por duas vezes ganhou o Prêmio Embratel de Jornalismo e foi menção honrosa no Prêmio Vladimir Herzog. Foi editor-assistente na revista ISTOÉ e editor-chefe do jornal O DIA. É co-autor do livro 'Paraíso Armado', sobre a crise na Segurança Pública no Rio, em parceria com Aziz Filho.

Colunista do UOL

05/09/2021 21h33

O vice-presidente da CPI da Covid, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), disse que vai procurar esclarecer as circunstâncias que levaram a seleção argentina a crer que poderia entrar em campo transgredindo as regras sanitárias brasileiras, como aconteceu hoje (5). "Vamos fazer requerimento pedindo informações à Confederação Brasileira de Futebol sobre qual foi a autoridade ou as autoridades brasileiras com quem foi estabelecido o suposto 'acordo' para burlar as regras sanitárias sobre a entrada de estrangeiros em território nacional", disse Randolfe à coluna.

Agentes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) entraram ontem no campo da Neo Química Arena para interromper a partida entre Brasil e Argentina pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. O objetivo foi impedir que quatro jogadores argentinos que vieram da Inglaterra e não cumpriram quarentena disputassem o jogo.

"Faremos esse requerimento e se a CBF não responder teremos que convocar alguém da confederação para dar essas informações, o que é algo que não queremos", explica o senador amapaense. "Precisamos que a CBF informe qual foi a autoridade do governo brasileiro que chancelou a entrada de estrangeiros burlando as regras da Anvisa".

Após a intervenção dos agentes de vigilância sanitária, os argentinos se retiraram de campo e o jogo foi cancelado.