PUBLICIDADE
Topo

Chico Alves

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Com desistência de Bivar, União Brasil planeja lançar outro presidenciável

Chico Alves

Chico Alves é jornalista, por duas vezes ganhou o Prêmio Embratel de Jornalismo e foi menção honrosa no Prêmio Vladimir Herzog. Foi editor-assistente na revista ISTOÉ e editor-chefe do jornal O DIA. É co-autor do livro 'Paraíso Armado', sobre a crise na Segurança Pública no Rio, em parceria com Aziz Filho.

Colunista do UOL

31/07/2022 09h58

Presidente do União Brasil e deputado federal, Luciano Bivar já decidiu: não vai mais ser candidato a presidente da República. Isso não quer dizer, porém, que a legenda vai embarcar na campanha de Luiz Inácio Lula da Silva(PT), como muitos imaginavam.

Nos próximos dias, o partido deverá anunciar um novo nome para sustentar candidatura própria à Presidência.

A estratégia por trás desse movimento ainda não está clara, mas é considerada surpreendente, já que nas últimas semanas o PT intensificou o assédio a Bivar para que ele abrisse mão da candidatura e firmasse acordo com a legenda.

Mesmo que não houvesse apoio público a Lula, a simples retirada de uma candidatura do União Brasil já era considerada uma vitória pelos petistas, que esperavam herdar boa parte dos votos.

A aproximação com o partido de Bivar é considerada importante porque a legenda terá a maior fatia de fundo partidário, uma bolada de R$ 782 milhões, e a previsão é que consiga eleger uma bancada considerável.

Com o União Brasil lançando um outro nome como candidato próprio à Presidência, a tática dos petistas terá que ser repensada.

Um dos nomes cogitados para substituir Bivar na corrida presidencial é o da senadora Soraya Thronicke, do Mato Grosso do Sul.