PUBLICIDADE
Topo

Kennedy Alencar

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Ciro entra no radar do PSDB para 2022

"Meu partido e eu nos sentimos obrigados a fazer a representação demonstrando os crimes e pedindo as providências. Sem esta mensagem, se poderia pensar que seus crimes não provocam a devida reação", disse Ciro Gomes - Felix Lima/BBC News Brasil
'Meu partido e eu nos sentimos obrigados a fazer a representação demonstrando os crimes e pedindo as providências. Sem esta mensagem, se poderia pensar que seus crimes não provocam a devida reação', disse Ciro Gomes Imagem: Felix Lima/BBC News Brasil
Kennedy Alencar

O jornalista Kennedy Alencar é correspondente e comentarista da rádio CBN em Washington. Começou sua carreira em 1990 na ?Folha de S.Paulo?, onde foi redator, repórter, editor da coluna ?Painel? e enviado especial às guerras do Kosovo e Afeganistão. É autor do livro ?Kosovo, a Guerra dos Covardes? (editora DBA). Na RedeTV!, apresentou durante cinco anos o programa de entrevistas ?É Notícia? e mediou os debates presidenciais de 2010 e municipais de 2012. Estreou como comentarista da rádio CBN em 2011. Criou o "Blog do Kennedy" em 2013. Trabalhou no SBT entre 2014 e 2017. É produtor-executivo e roteirista do documentário ?What Happened to Brazil?, realizado para a BBC World News. Com uma versão em português intitulada ?Brasil em Transe?, o documentário retrata a crise que começa nas manifestações de junho de 2013, passa pelo impacto da Lava Jato e do impeachment de Dilma na política e na economia e resulta na eleição de Bolsonaro.

Colunista do UOL

25/03/2021 17h46

A possibilidade de apoiar a candidatura presidencial de Ciro Gomes entrou no radar de setores do PSDB. Uma ala, que se movimenta contra João Doria, governador de São Paulo, tem colocado fichas em Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul. Mas há tucanos que avaliam que o gaúcho seria um bom nome para vice do pedetista Ciro.

Ciro e o PSDB têm histórico de hostilidades. Mas ele já foi filiado ao partido e há pessoas tentando reconstruir pontes, inclusive com FHC, muito criticado no passado por Ciro. Em entrevista recente ao UOL, ele até pegou leve com FHC na comparação com entrevistas anteriores.

Murchando

O projeto presidencial de Luciano Huck já entusiasmou mais setores do PSDB. A reentrada de Lula no cenário eleitoral apequenou ainda mais o apresentador de TV. Ciro é visto por tucanos como um nome mais consistente para enfrentar o ex-presidente petista.

Materialidade

O voto do ministro Nunes Marques contra a suspeição de Sergio Moro reforçou o rumor brasiliense de que houve registro da conversa entre Jair Bolsonaro e o então candidato a uma vaga no Supremo Tribunal Federal.

Truco

O duro discurso do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), não foi um recado apenas sobre a resposta do presidente Jair Bolsonaro à pandemia. Também teve a ver com as decisões dos bancos oficiais, como o Banco do Nordeste e o Banco do Brasil. Afinal, o Centrão é hoje o acionista majoritário do governo Bolsonaro.

Caminhando

Está indo bem a tratativa para Bolsonaro retornar ao PSL, partido pelo qual se elegeu em 2018.

Impressão federal

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Luiz Fux, fez relato cético sobre os resultados que serão produzidos no combate à pandemia após a reunião com Bolsonaro e os presidente da Câmara e do Senado, Arthur Lira e Rodrigo Pacheco (DEM-MG), respectivamente.

Segundo Fux, não tem chance de dar certo. Difícil combinar Bolsonaro e respeito à ciência.

Se colar, colou

O ministro do STF Edson Fachin não desistiu de anular o julgamento da Segunda Turma do tribunal que decidiu pela suspeição de Moro nos casos do ex-presidente Lula. Tem dito que, se o plenário do Supremo confirmar sua decisão de incompetência da 13ª Vara Federal de Curitiba para julgar o petista, será possível arguir a nulidade da suspeição de Moro.

Basicamente, Fachin argumenta que a decisão dele sobre a incompetência é anterior à da suspeição. Logo, se confirmada, não haveria por que tratar da parcialidade de Moro nos processos contra Lula.

Do ponto de vista jurídico, Fachin tenta colocar no mesmo balaio decisões com objetos diferentes. Questionar a suspeição diz respeito à eventual parcialidade de um juiz. A incompetência está relacionada à jurisdição natural que um processo deve ter. Como diria o filósofo, uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa.

Terra Livre

As cooperativas do MST (Movimento Sem Terra) preveem uma safra mais modesta de arroz orgânico neste ano. Devem colher cerca de 12,4 mil toneladas, aproximadamente 248 mil sacas de 50 quilos. No ano passado, os assentados colheram 15 mil toneladas de arroz sem agrotóxicos.

A queda na safra se deve à falta de políticas do governo Bolsonaro para estimular a produção de 12 assentamentos em 11 municípios do Rio Grande do Sul. Bolsonaro vetou o auxílio emergencial aos camponeses.

Apesar disso, na próxima terça, haverá a celebração da 18ª Abertura da Colheita do Arroz Agroecológica. O MST é o maior produtor desse tipo de grão na América Latina, que é comercializado sob a marca "Terra Livre".