PUBLICIDADE
Topo

Receba os novos posts desta coluna no seu e-mail

Email inválido
Seu cadastro foi concluído!
reinaldo-azevedo

Reinaldo Azevedo

mauricio-stycer

Mauricio Stycer

josias-de-souza

Josias de Souza

jamil-chade

Jamil Chade

Thaís Oyama

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Bolsonaro, pressionado pelas redes, só falará depois do Congresso

Thaís Oyama

Thaís Oyama é comentarista política. Foi repórter, editora e redatora-chefe da revista VEJA, com passagens pela sucursal de Brasília da TV Globo, pelos jornais Folha de S. Paulo e O Estado de S Paulo, entre outros veículos. É autora de "Tormenta - O governo Bolsonaro: crises, intrigas e segredos" (Companhia das Letras, 2020) e de "A arte de entrevistar bem" (Contexto, 2008).

Colunista do UOL

17/02/2021 12h35

O presidente Jair Bolsonaro vai aguardar o Congresso se manifestar sobre a prisão do deputado e aliado Daniel Silveira (PSL) para se pronunciar.

O ex-capitão está sob forte pressão de apoiadores nas redes sociais desde que silenciou sobre a detenção do blogueiro bolsonarista Oswaldo Eustáquio.

O blogueiro foi preso preventivamente em dezembro do ano passado, também por determinação do ministro Alexandre de Moraes, por descumprir as restrições impostas pela Justiça à sua prisão domiciliar.

Investigado no inquérito que apura a suposta organização de atos antidemocráticos em Brasília, Eustáquio sofreu um acidente na prisão e, segundo sua mulher, Sandra Terena, recebeu neste mês um "laudo com quadro de paraplegia".

Desde que o blogueiro foi preso, Bolsonaro e seus filhos vêm sofrendo ataques no Twitter e Facebook por terem supostamente abandonado um aliado para não se desgastar junto ao STF, onde respondem a processos.

Às 13h, o Colégio de Líderes da Câmara se reúne para discutir a prisão de Silveira.